28 março 2010

vestia o meu peito de rosas


Vestia o meu peito de rosas
pousava beijos nas bocas
e um trevo, era magia…

Despia meu ventre de prosas
num oceano de melodias
no encontro do sol, sorria…

Via no fundo do vento
um tesouro que enfeitava o céu
no sono que eu esculpia

Prendia meus olhos nos teus
com cores de carrossel
era um astro que explodia

Descobria o sentido das flores
vestindo o meu peito de rosas
e de prosas
me desp
ia…!
(imagem: Egon Schiele)

28 comentários:

Maria disse...

Dispo-me de mim e tento vestir-me de ti para sentir, melhor ainda, os teus poemas...
Tão bonito!

Um beijo.

Ava disse...

Ausenda, a tua poesia é de uma beleza torturante.

Ler e reler várias vezes, para deixar que alma seja inunda por sua essência.

Estive a ler os últimos posts, parabéns pelo livro que conta com sua co-autoria.

E parabens pelas maravilhosas poesias aqui compartilhadas com seus amigos e seguidores...


Com carinhos!

Sonhadora disse...

a sua poesia é um jogo de palavras fascinante...adorei o poema.

beijinhos
Sonhadora

Breizh da Viken disse...

A Primavera sedutora num poema cativante... Despir, vestir... ler, reler... para melhor saborear a poesia que escreves!


beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

este poema está sublime.

gostei muito da tela que colocou.

um beij

Aníbal Raposo disse...

Ausenda,

Cá estou de novo. Gostei muito deste poema.

Beijos

EDUARDO POISL disse...

O que posso desejar para você?

Que as verdadeiras amizades continuem eternas
e tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes
e sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá,
ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
novos amores, novas conquistas.
Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite ajuda encontre
sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

Feliz Páscoa

Um abraço do amigo Eduardo Poisl

Maria Valadas disse...

Ausenda,

Um poema de grande espelendor nas palavras.

* Vestia o meu peito de rosas...

FANTASTICO.

DESEJO/TE UMA EXCELENTE PASCOA.

Beijinho.

A.S. disse...

Ausenda,

Uma maravilha este teu poema!
Senti o perfume das rosas...


BeijOOO
AL

Ana Martins disse...

Muito bom!

Um beijinho com votos de uma Santa e Feliz Páscoa para si e toda a família.

Ana Martins

Inês disse...

Uh, muito bom, que talento! Gostei!
Um abraço!
Inês.

Nilson Barcelli disse...

Tão bonito, este teu poema.
Uma delícia poética. Gostei imenso.
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

Maria Valadas disse...

Ausenda,

Relendo o teu poema que tanto me fascinou. Cito:

"Descobria o sentido das flores
vestindo o meu peito de rosas
e de prosas
me despia…!"

Muita beleza nas palavras.

Boa semana.

Um beijo.

gabriela r martins disse...

não são rosas ,Senhora ,é a poesia que escondes em teu regaço


ex celente



.
um beijo

pin gente disse...

um belíssimo vestido de pétalas aromáticas e transparentes.
lindo!

um beijo

. intemporal . disse...

.

. no tempo da pós.páscoa . sou grat.íssimo e empenho.me na manutenção da renovação crescente .

. e ascendente .

.

. um beijo meu, Ausenda .

.

. paulo .

.

F Nando disse...

FABULOSO!
Bjs

Ava disse...

Belo! Um poema fabuloso e intemporal...

Um beijo, Ava.

poetaeusou . . . disse...

*
belo,
,
despia as prosas,
sem os espihos das rosas,
,
conchinhas,
,
*

Maria Valadas disse...

Uma dádiva ler a tua poesia.
Tenho estado a visitar os anteriores poemas e não há dúvida que és uma grande poetisa.

Parabéns!

Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

:)

apenas para reler!

um beij

Virgínia do Carmo disse...

Ressuscitando sensações, ao compasso de uma saudade pacificada... Muito bonito!

Beijinhos

maré disse...

é bela a explosão de uma rosa no peito.
tão íntima a pele que a segura e lhe sustenta o fogo


um grande beijo

Ana Martins disse...

Boa noite,
como já comentei este belíssimo poema, agradeço a sua visita e deixo um beijinho amigo.

Ana Martins

A.S. disse...

Ausenda,

Vim reler-te, rever-te e deixar um beijo!

AL

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, vim à procura de mais poemas. Mas não há...
Espero que esteja tudo bem contigo.
Beijos.

Eduardo Aleixo disse...

O sentido das flores
está nos teus peitos de rosa
Ou o sentido das rosas
Foi oferta dos teus peitos?
Com peitos assim floridos
E ventres doces receptivos
As mouras de água são lençóis de estrelas
Onde as línguas das crianças e os sonhos dos amantes
Fazem pães de sal, de algas, e de mar...

Beijos

pin gente disse...

mui bela nudez

um abraço
luísa