31 janeiro 2009

serenamente


Compasso
que extravaso
na doce melodia
do marulhar das algas,
num dia…
em que o sol
se lembrou de mim
e tocou
eternas valsas!
Nas marés soltas,
viajantes
confrontámos adamastores
e no conforto do mar manso
...amámo-nos…!

15 comentários:

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula Raposo disse...

Gosto das eternas valsas...beijos.

Ana Martins disse...

Olá,
parabéns, muito sensível e repleto de amor!

Beijinhos,
Ana Martins

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

QUERIDA AMIGA, GRANDE SENSIBILIDADE... OS MEUS SINCEROS PAEABÉN... UM ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDNHA

Eduardo Aleixo disse...

Mas que inveja desse sol e dessas valsas!
Que ondinhas salgadas tentadoras!
Não há-de um homem ficar " almariado" !...
Bejinhos ao poema e à autora.
Eduardo

mariam disse...

L.OLhar,

muito bonito! "falar" do amor com elegância não é para todos. parabéns.

boa semana
um sorriso :)
mariam

pin gente disse...

imagino que com a valsa em pano de fundo tenha sido um amar maravilhoso.

um beijo
luísa

O Profeta disse...

Esse teu amar tam o perfume de uma filha do "Jardim das Hespérides"


Doce beijo

Eduardo Aleixo disse...

Vim aqui outra vez junto do mar e fiquei a ver as ondas dançando. A gente não se cansa de ver, ouvir e imaginar. É por isso que eu amo o mar.
Eduardo

Mar Arável disse...

Os corpos no mar

amam-se melhor

bailam e repousam

conforme as marés

Aníbal Raposo disse...

Viajantes nas marés soltas...

Gostei do poema. Voltarei.

maré disse...

marés de valsas lentas

como corpos mornos do amor

e amar

no mar

amar
.
.
.
____

um beijo ...de mar

manzas disse...

Lindo poema de amor!

Lá fora chove o calado momento
Que repassa na alma, ansiedades…
Saltam inquietas chamas de dentro
Do meu peito, alagadas saudades

Um fim-de-semana ensopado
De paz e harmonia…
De coração ornamentado
De muita alegria

O eterno abraço…

-Manzas-

mariam disse...

L.Olhar,
obrigada!

bom fim-de-semana
um sorriso :)
mariam

Eduardo Aleixo disse...

Bom domingo, amiga. Beijo.
EA