24 janeiro 2009

breve madrugada...


Tão breve a madrugada

em que tu e eu

depois de nada…

fomos ciclone no apogeu

breve madrugada de pássaros de Inverno

onde os sentidos…

arderam em braseira de penas

confesso que tão breve me perdi

nessa hora de pele e de bocados de céu

onde as nossas línguas se deram

em mar de fogo

em tão breve madrugada…!

15 comentários:

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Multiolhares disse...

Que em mais madrugadas a vida vos envolva
beijos

Mar Arável disse...

Um laço de línguas

mar adentro

para arderem novas madrugadas

Miguel Barroso disse...

Gostei.


Abraços d´ASSIMETRIA

DO PERFEITO

mariam disse...

L.Olhar,

e haverá outras madrugadas :)

melancólico mas muito bonito!

boa semana
um abraço e um sorriso :)
mariam

pin gente disse...

sendo assim passaste perto da eternidade...
bonito!
beijo
luísa

maré disse...

somos tão breves

tão breves

folhas tombadas na perenidade das estações
.
.
.
tão breves!

mundo azul disse...

_____________________________

...breve mas, muito intensa!

Adoráveis os seus versos!!!

Beijos de luz e um dia muito feliz...

__________________________________

Paula Raposo disse...

Gostei de te ler...as breves madrugadas que fazem toda a diferença! Obrigada por me seguires. Beijos.

Eduardo Aleixo disse...

...pele...e bocados de ceu...
Madrugada, vem...
Beijos.
Eduardo

Eduardo Aleixo disse...

Acho, querida amiga, que no meu blogue, tens lá um carrocel...Beijo
Eduardo

O Profeta disse...

A terra adormece no nevoeiro
Tenho a pressa do vento
Um coração errante procura
A doçura de terno momento

Frágil e palpitante luz
A beleza voa com a manhã
O mar solta na terra ternos murmúrios
Perde-se na espuma toda a palavra vã


Dança comigo ao som da Lira


Boa semana


Mágico beijo

Menina do Rio disse...

Tão pouco nos dá a madrugada! Pois ela é apenas um breve momento entre a escuridão e o alvorecer...

Não te conhecia por aqui.

Beijinhos

Mar Arável disse...

Mar de fogo

pois claro

e sempre nas madrugadas

manzas disse...

Estar aqui presente
Com palavras
Luzentes brilhantes…
É como flutuar
Em águas calmas
E no fundo ver diamantes

Um bom fim-de-semana
Inundado de paz…

O eterno abraço…