12 abril 2011

(a)braço de rio

(carla campos)


Falam-me do encanto das garças

E eu recordo um rio

Indolente e perfumado

Desaguando no peito

A foz da tua boca


Rio que foge ao leito

No segredo das algas

Dorme comigo no mar


E antes que alvoreçam as garças

Já nós somos navio

Ao largo

Do nosso amor!

9 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Um enorme talento poético, é o que este poema revela.
Parabéns, querida amiga.
Beijos.

Breizh da Viken disse...

Gosto tanto de abraçar o rio, o meu - Sado, nadar nele envolvida nas suas carícias... dar-lhe carinhos.
Fantástico


abraço

tossan® disse...

Lindo demais! Poesia pura na essência da inspiração. É o segredo das algas. Beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

que dizer de ti Ausenda?!
um poema de amor,sensual e bonito.
se tivesse de escolher qual o melhor, não sabia, são todos bons.

bom domingo e um

beij

Maria Luisa Adães disse...

Há muito não a encontrava...
A encontrei, neste instante em
Nilson Barcelli.

Como sempre, o seu canto e encanto predomina no que escreve.

Parabéns,

Maria Luísa

Eduardo Aleixo disse...

Lindo o acasalamento das sílabas de água com o sal do mar e o voo ansioso das garças. Só tu me obrigas a levantar ferro de traineira tão cedo e atravessar a barra já perdido sem ainda entra no mar!
-
Boa Páscoa maruja com guinchos doces de gaivotas.

Virgínia do Carmo disse...

Belíssimo, Ausenda.

Um beijinho e uma Páscoa feliz!

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, passei para te desejar uma Páscoa muito feliz.
Beijos.

mariam disse...

Ausenda,

Lindo!
Gosto imenso de 'te' ler :)

Fechei a caixa de comentários do http://mariasentidos.blogspot.com/(um dia destes reabro), mas continuo a visitar o 'blogobairro' e embora ande parca no comentar, não me esqueci de Ti nem dos outros(as)amigos(as).

um abraço e o meu sorriso de sempre :)
mariam