09 novembro 2008

que te amo


Um dia vou dizer-te...
o quanto eu te amo
Vou me embalar nos teus olhos
e recordar o teu riso…
quando te sufocava
com a intensidade de um beijo
Vou dizer que te amo
Gritar na planície o teu corpo
e aguardar o eco para ouvir
na saudade…
Vou dizer que te amo
e gemer no auge do teu prazer
Não quero apagar os passos
que percorremos lado a lado
mi cerando o depois que eu não quis
Nem o sonho de dias insanos
de amor que nunca tiveram horas
nem as noites brancas
Que nunca amanheceram
Vou dizer que te amo
e apanhar, uma a uma
todas as letras
que caíram do teu nome
Vou amar-me antes de ti
como tu assim me amas
Para em pleno
Poder compensar-te
por toda a ausência …que fui
Um dia vais ouvir me dizer
Que te amo!

2 comentários:

rui disse...

Boa tarde.. estive no blog da Tatiana..vi lá este blog a comentar ela.... tive curiosidade de entrar ....e ainda bem que o fiz
porque estive aqui uns bons minutos
a ler coisas bonitas..... e antes de me ir embora quis lhe deixar um comentário..Este poema que achei belo.. nao tinha comentarios.
por isso foi o meu eleito para lhe deixar..algumas letras.
Continue..... porque tudo é bonito por aqui.
Um bom fim de semana belo carnaval
e fique bem .....
um beijinho
Rui

© Piedade Araújo Sol disse...

ando a ler devagar, pois encontrei este recanto em rasto de um seu comentário.

a sua poesia,é belissima, e não podia ficar indiferente a este poema.

além de ser um poema de amor, o erotismo que dele emana, e se entrelaça com saudade, beijos e todos os ingredientes inerentes a um belo registo de sentires, que faz ler e reler.

os meus parabéns.

deixo um beij