28 novembro 2008

mesmo que íngreme

Passagem fugaz
que não me destina
com afago de dor
olvidarei...
e sempre
traçarei o trilho
mesmo que íngreme...
e farei dele
tapete de outonais folhas
que serenamente
hei-de caminhar
até às minhas
auroras boreais...!

4 comentários:

O Profeta disse...

Palavras com encanto especial...



Doce beijo

Lena disse...

Lindo poema
com um cheirinho outonal

um beijo

maré disse...

rolar nas feridas

mas deixar

chegar a luz
e
chegar

______

um beijo

Vieira Calado disse...

Um esbelto trilho de palavras até chegar ao Outono.

Cumprimentos